Notìcias

A Zâmbia acolhe a Academia Global da OIT sobre Desenvolvimento de Empresas Sustentáveis

notícias - 02/09/2015

Mais de 140 profissionais, decisores políticos, empreendedores, especialistas de negócios e profissionais de desenvolvimento empresarial de 15 países diferentes reúnem-se esta semana em Lusaka para debater tendências e inovações no âmbito da promoção de empresas sustentáveis e do trabalho digno.

A Academia, organizada em conjunto pela OIT, pelo Centro e pelos mandantes tripartidos da Zâmbia, foi inaugurada por Sua Excelência o Ministro do Trabalho e da Segurança Social, Fackson Shamenda. Três temas dominam a agenda: as cadeias de abastecimento globais, as inovações tecnológicas como forma de estimular o acesso a financiamento e o desenvolvimento dos mercados para um crescimento verde inclusivo e a criação de emprego.

A 8.ª Edição da Academia analisa boas práticas, políticas e ferramentas sobre estes temas e cria uma plataforma para partilha de conhecimentos e de experiências sobre a promoção de práticas empresariais sustentáveis em empresas de diferentes tipos e dimensões. A reunião constitui ainda uma importante oportunidade para os parceiros sociais analisarem os desafios e os progressos registados na implementação das Conclusões relativas à promoção de empresas sustentáveis, adotadas pela Conferência Internacional do Trabalho em 2007.

Muitos países africanos que se debatem com elevados níveis de desemprego optam por investir em empreendedorismo como meio viável de criar emprego e de promover o desenvolvimento sustentável. As pequenas e médias empresas em África são um importante motor de criação de emprego e, como tal, fundamentais para enfrentar o desemprego e fomentar o desenvolvimento económico. As atuais tendências mundiais apontam ainda para novas oportunidades de negócio para PME em áreas como a economia verde e o empreendedorismo social.

Paralelamente, as PME da região debatem-se com elevados níveis de economia informal, baixos níveis de produtividade e lacunas significativas no ambiente favorável ao seu desenvolvimento. Nesta linha, a OIT apoia os governos e as organizações patronais e dos trabalhadores que aproveitam as oportunidades de negócio e de emprego através do desenvolvimento sistémico de empresas sustentáveis com ênfase no seu impacto económico, ambiental e social.